Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Obesidade, uma doença crônica degenerativa

Medicina e Saúde
obesidade

Obesidade, uma doença crônica degenerativa

OBESIDADE UMA DOENÇA CRÔNICA

 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a obesidade é uma doença em que o excesso de gordura corporal acumulada pode atingir graus capazes de afetar a saúde. A OMS estima que um bilhão de pessoas apresentam excesso de peso ou obesidade.

A obesidade é uma doença crônica degenerativa que afeta um número cada vez maior de indivíduos por todo o mundo. É definida como excesso de gordura corporal e está associada a um aumento significativo de mortalidade, causando muito prejuízo à saúde de quem a possui.

Classificada como mal da vida moderna, a OMS aponta esse distúrbio metabólico como sendo, atualmente, a segunda causa de morte no mundo.

Essa doença apresenta consequências danosas, de comprometimento individual e coletivo. Pelo fato de possuir múltiplas facetas, essa constitui um desafio em várias áreas do conhecimento humano, quer seja em endocrinologia, epidemiologia, nutrição ou terapêutica.

 

obesidade na infância

 

Pacientes obesos podem ser facilmente identificados apenas por suas aparências físicas, esse diagnóstico é também chamado de qualitativo, o qual se refere à distribuição corporal da gordura.

Quando o excesso de gordura se dá mais na região abdominal, chamamos de obesidade androide ou do tipo maçã. Quando essa concentração de gordura está na região do quadril é caracterizada de diversas formas como ginóide, inferior, periférica ou do tipo pera.

  A obesidade é uma doença em que o excesso de gordura corporal acumulada pode atingir graus capazes de afetar a saúde – SPA Sorocaba

Para a definição quantitativa da obesidade utiliza-se o Índice de Massa Corporal (IMC), que é calculado pela divisão do peso (Kg) de determinado indivíduo por sua altura ao quadrado (m²), de acordo com a OMS. Apesar de ser um método prático, o IMC não distingue massa gordurosa de massa magra, podendo subestimar o grau de obesidade dos indivíduos. Atualmente esse método é mais utilizado para indivíduos com obesidade de grau elevado para diminuir o percentual de erro.

Independente do diagnóstico, é importante saber que é fundamental o acompanhamento multidisciplinar para a realização do tratamento da obesidade. Assim a probabilidade de sucesso será potencializada.