Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

VOCÊ PODE PROTEGER SEU CORAÇÃO

Psicologia

VOCÊ PODE PROTEGER SEU CORAÇÃO

VOCÊ PODE PROTEGER SEU CORAÇÃO

 

As doenças do coração são as principais causas de morte tanto no Brasil, quanto nos demais países do mundo  e dentre elas destaca-se o infarto agudo do miocárdio. O risco de desenvolver a doença é maior em pessoas que têm hábitos inadequados de vida como o tabagismo, sedentarismo, dieta alimentar inadequada, stress excessivo, além do uso excessivo de bebidas alcoólicas. Outros fatores de risco e que estão relacionados à hereditariedade são: a hipertensão arterial, diabetes, o aumento das gorduras no sangue e o histórico familiar de infarto.

 

você pode proteger seu coração

 

Você pode proteger seu coração:

  1. Assegure a ingestão de alimentos saudáveis: coma pelo menos cinco porções de frutas e vegetais por dia e evite gordura saturada. Tenha cuidado com alimentos processados, que frequentemente contém muito sal e elevam a pressão.
  2. Seja ativo e tenha controle da sua saúde cardíaca: 30 minutos de atividade física podem ajudar a evitar ataques cardíacos e derrames.
  3. Diga não ao tabaco: seu risco de doença cardíaca será diminuído pela metade em um ano e retornará aos níveis normais com o tempo.
  4. Mantenha seu peso saudável: a perda de peso, especialmente junto com a diminuição de sal, leva à diminuição da pressão arterial. A pressão alta é fator de risco número um para o derrame  e um grande fator de risco para aproximadamente metade das doenças cardíacas e derrame.
  5. Conheça seus números: visite um profissional da saúde para medir sua pressão, seus níveis de colesterol e glicose, calcular a sua razão cintura-quadril e índice de massa corporal (IMC). Uma vez conhecido seu risco geral, você pode melhorar sua saúde cardíaca.
  6. Limite a ingestão de álcool: Restrinja a quantidade de bebida alcoólica. O excesso de álcool pode fazer sua pressão e seu peso aumentarem.
  7. Evite o stress,  ele é um fator de risco direto para  doenças cardiovasculares e está relacionado ao hábito de fumar, excesso de ingestão de álcool e alimentação inadequada, que  são fatores de risco para as doenças cardiovasculares. Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia.