Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Pressão Arterial em níveis saudáveis

Psicologia
Pressão Arterial

Pressão Arterial em níveis saudáveis

Pressão Arterial em níveis saudáveis é sempre um bom negócio para sua saúde.

A pressão alta ataca os vasos. Todos eles são recobertos internamente por uma camada muito fina e delicada, que é machucada quando o sangue está circulando com pressão muito alta.

Com isso, os vasos se tornam endurecidos e estreitados e podem, com o passar dos anos, entupir ou romper-se.

Quando isso acontece no coração, o entupimento de um vaso leva à angina e pode ocasionar infarto.

No cérebro, o entupimento ou rompimento de um vaso, leva ao acidente vascular cerebral (AVC) ou derrame cerebral. Nos rins também pode ocorrer entupimento, levando à paralisação dos rins. 

A hipertensão é uma doença crônica e dura a vida toda. Ela pode ser controlada, mas não curada. – SPA Sorocaba

Na maioria das vezes, não se conhece o que causa a hipertensão nem como curá-la, mas é possível controlar a doença, evitando que a pessoa tenha a vida encurtada.

O tratamento para hipertensão também evita o infarto do coração, o derrame cerebral e a paralisação dos rins.

Meça sua pressão arterial regularmente, tenha uma alimentação saudável, diminua a quantidade de sal, pratique atividade física pelo menos 5 dias da semana, mantenha um peso saudável, diminua o consumo de bebidas alcoólicas, evite o fumo e  o stress.

Pressão Arterial A redução da pressão arterial é certamente o principal mecanismo pelo qual se promove a prevenção da doença cardiovascular,  do acidente cerebral vascular (AVC) e a paralisação dos rins. Portanto a redução da pressão arterial tem de ser encarada como um desfecho dos objetivos terapêuticos.

O tratamento adequado desta condição pode permitir sobrevida prolongada, bem como melhorar de sobremaneira a condição de vida dos hipertensos, reduzindo a morbidade e a mortalidade pelas doenças cardiovasculares.

O tratamento da hipertensão arterial compreende a terapia medicamentosa, psicológica e as intervenções não-farmacológicas que incluem a mudança de comportamentos como aderir a uma dieta saudável, praticar atividade física de acordo com as possibilidades, parar de fumar e  minimizar o stress.