Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Beleza, não Tem Passe de Mágica!

Padrões de Beleza

Beleza, não Tem Passe de Mágica!

 

Os padrões de beleza, na atualidade, passam sobre nós diariamente como um rolo compressor, especialmente as mulheres. Do outdoor à capa de revista na prateleira do supermercado, tudo parece acusar o quanto estamos discrepantes do que é considerado belo – e pior: aceitável. A gordura localizada da atriz é noticiada como tragédia nacional. As estrias são a prova de que você nunca agradará a nenhum homem. Até mesmo o envelhecimento é tratado com estranhamento, como se fosse possível a musa dos anos 80 continuar com as medidas de quando foi protagonista de novela.

Ao contrário do que pode parecer, esse fenômeno não aponta para uma epidemia de busca por uma vida saudável, pelo contrário: cada vez mais as pessoas recorrem a dietas prejudiciais à saúde e inviáveis a longo prazo, geralmente retornando facilmente ao peso anterior assim que a dieta “termina”, ou mesmo engordando ainda mais – sem falar em prejuízos renais, cardíacos, etc.

Quais opções, então, nos restam? Muitos acabam por se entregar à resignação total. Se não alcançam a estética que desejam, abrem mão de qualquer cuidado com a saúde/aparência. Além de ficar mais e mais distante do que consideram ideal, o desânimo toma conta e, lentamente, vai se espalhando por todas as áreas da vida. A autoestima vai embora ladeira abaixo. Há também quem alterne os períodos de sedentarismo/alimentação escessiva com os de atividade física intensa/redução calórica exagerada. O resultado é distante do saudável e a autoestima permanece oscilante, pois é depositada no externo, que varia.

Conclui-se, então, que a primeira mudança deve acontecer na maneira de pensar. Não precisamos ser perfeitos, a grande maioria de nós não terá o corpo da capa de revista, após certa idade não alcançaremos a “barriga tanquinho”.

Mas podemos, sim, reduzir medidas, tornarmos mais ágeis, dormir melhor, reduzir o risco de uma série de doenças, melhorar a qualidade da vida sexual, entre muitos outros benefícios do emagrecimento.

Quando mudamos o foco do externo para o interno, podemos observar o quanto a autocrítica exagerada gera insatisfação, que, por sua vez, torna o emagrecimento muito mais difícil.

É quando a psicoterapia entra em cena, ajudando-nos a identificar e modificar padrões de pensamento obsessivos e contribuindo para uma vida mais equilibrada!