Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Mobilização de tecidos moles assistida por instrumentos ( IASTM )

IASTM

Mobilização de tecidos moles assistida por instrumentos ( IASTM )

Mobilização de tecidos moles assistida por instrumentos ( IASTM )

 

Mobilização de tecidos moles assistida por instrumentos ou simplesmente IASTM é uma nova gama de ferramentas que permite aos terapeutas localizar e tratar com eficiência indivíduos diagnosticados com disfunção de tecidos moles, tais como: encurtamento muscular, espasmos, fibroses, etc. A técnica em si é considerada uma evolução moderna da Medicina Tradicional Chinesa chamada Gua Sha.

O IASTM é realizado com instrumentos projetados ergonomicamente que detectam e tratam as restrições fasciais, estimulam a rápida localização e tratam efetivamente áreas que exibem fibrose de tecidos moles, inflamação crônica ou degeneração.

Como Funciona?

Os instrumentos efetivamente quebram as restrições fasciais e o tecido cicatricial. A introdução de microtraumas controlados na estrutura do tecido mole afetado causa a estimulação de uma resposta inflamatória local. O microtrauma inicia a reabsorção de fibrose inadequada ou tecido cicatricial excessivo e facilita uma cascata de atividades de cura, resultando na remodelação das estruturas dos tecidos moles afetados. As aderências dentro do tecido mole que podem ter se desenvolvido como resultado de cirurgia, imobilização, tensão repetida ou outros mecanismos, são quebradas permitindo a completa restauração funcional.

 

Mobilização de tecidos moles assistida por instrumentos IASTM

 

Indicações:

 

Benefícios fisiológicos:

Os benefícios incluem aumento da proliferação de fibroblastos, redução do tecido cicatricial, aumento da resposta vascular e remodelação da matriz de fibras de colágeno desorganizada após a aplicação do IASTM.

Benefícios clínicos:

Os estudos científicos mostraram benefícios clínicos do IASTM como melhora na amplitude de movimento, força e percepção da dor após o tratamento. Segundo Melham et al, a aplicação de IASTM melhorou significativamente a amplitude de movimento em jogadores de futebol americano submetidos ao tratamento.