Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Reabilitação Psicológica do Paciente com Diabetes e de seus Familiares

Núcleo de Psicologia e Psiquiatria

Reabilitação Psicológica do Paciente com Diabetes e de seus Familiares

 

Receber o diagnóstico de uma doença crônica como o diabetes mellitus, na maioria das vezes, causa instabilidade emocional, stress, revolta, medo, tristeza, ansiedade e exige mudanças e adaptações, com repercussões para o paciente e seus familiares.

O modo como as pessoas reagem ao receber este diagnóstico está relacionado com suas características de personalidade, experiências pessoais,  crenças, valores e a maneira como vivenciou  experiências de saúde/doença  ao longo de sua vida.

É absolutamente normal apresentar essas reações diante da possibilidade de uma doença física séria como o diabetes mellitus.

Todos nós passamos por vários estágios emocionais quando temos que enfrentar uma doença crônica. Entretanto, é fundamental trabalhar os aspectos comportamentais e psicológicos como a angústia do diabetes, aceitação da doença e a motivação do paciente para seguir a terapêutica,  aspectos estes,  que  fazem parte da abordagem do tratamento de Reabilitação Psicológica do Paciente com Diabetes e de seus Familiares, desenvolvido através da orientação,  acolhimento e suporte psicológico.

diabetes mellitus

O diabetes mellitus afeta também os familiares que reagem com angústia, desespero e ansiedade de perda diante da enfermidade, que é dramática e exige cuidados.  Enfrentam momentos de insegurança, incerteza e descrença, intercalados por aceitação, perseverança, otimismo e esperança, é por isso, que  os aspectos psicológicos apresentados pelos membros da família devem ser avaliados e tratados.

Se o sistema familiar estiver saudável e equilibrado emocionalmente, se adaptará à nova situação criada pela doença com mais facilidade. Porém, se estiver frágil e desorganizado emocionalmente, a nova situação será percebida como uma ameaça, acarretando na rejeição ou superproteção deste paciente e elevado nível de ansiedade familiar.

A família é fundamental neste momento, pois é a fonte de apoio emocional que pode ajudar o paciente a manejar  e aceitar a doença. Ao se sentir apoiado por uma família participativa que enfrenta a situação com certa tranquilidade, o paciente com diabetes sente-se mais fortalecido, seguro e confiante em prosseguir  e alcançar os objetivos do seu tratamento.

A instabilidade emocional vivida pelo paciente com diabetes e o impacto da doença na família passa por fases de adaptação, compreensão e aceitação. O acompanhamento psicológico, portanto, permitirá o apoio necessário para vivenciar estas fases, além de tratar os aspectos psicológicos que contribuem para o agravamento da doença e interferem na qualidade de vida deste paciente e de seus familiares.

Cláudia P. S. Nogueira

Psicóloga- CRP 06/32758

 

Objetivos do tratamento de Reabilitação Psicológica do Paciente com Diabetes Mellitus

  • Auxílio para identificar, refletir e elaborar suas reações de ajustamento e a angústia do Diabetes Mellitus;
  • Proporcionar a este paciente apoio e um espaço onde ele possa processar e expressar seus conflitos, culpas, medos, fantasias e angústias em relação à doença, tratamento e seu prognóstico;
  • Auxilio para distinguir o que é e o que não é possível controlar e canalizar suas energias para providências importantes como mudanças necessárias no seu estilo de vida, como parar de fumar;
  • Auxílio na adaptação às mudanças necessárias em relação rotina alimentar, de sono, social, familiar, afetiva, de trabalho ou estudo e de autocuidado, permitindo a oportunidade de participar ativamente nas decisões tomadas durante todo o tratamento;
  • Avaliar stress, ansiedade e tristeza/depressão e minimizá-lo com técnicas da TCC- Terapia Cognitivo Comportamental.
  • Promover a melhora da qualidade de vida através do fortalecimento de sua espiritualidade, do vínculo familiar e do convívio social.Diabetes mellitus

 

Objetivos do tratamento de Reabilitação Psicológica aos Familiares do Paciente com Diabetes Mellitus

  • Auxílio para identificar, refletir e elaborar suas reações de ajustamento e a angústia do Diabetes Mellitus;
  • Proporcionar a este familiar apoio e um espaço onde ele possa processar e expressar seus conflitos, culpas, medos, fantasias e angústias em relação à doença, tratamento e seu prognóstico;
  • Avaliar stress, ansiedade e depressão e minimizá-lo com técnicas da TCC- Terapia Cognitivo Comportamental;
  • Auxiliar na organização da rotina de cuidado com o paciente diabético, permitindo manutenção das próprias atividades sociais, de trabalho ou estudo, de autocuidado e de lazer.
  • Auxílio na adaptação às mudanças necessárias em relação rotina alimentar, de sono, familiar, afetiva, de trabalho ou estudo e de autocuidado;
  • Promover a melhora da qualidade de vida através do fortalecimento de sua espiritualidade, do vínculo familiar e do convívio social.

WhatsApp chat