Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Origem do Watsu

Fisioterapia

Watsu

Watsu ou “água Shiatsu”, foi criado em 1980 quando o autor, Harold Dull, começou a flutuar pessoas numa piscina de água quente, aplicando alongamentos e movimentos do “Zen Shiatsu”.

O “Zen Shiatsu” é um método que se originou no Harbin Hot Springs e que foi estudado por Harold no Japão, seguindo os ensinamentos de Shizuto Masunaga.

Este método foi considerado mais eclético e criativo que as formas tradicionais do Shiatsu, que utilizava estritamente pontos específicos. São utilizados alongamentos passivos, mobilização das articulações e relaxamento, assim como pressão em pontos de acupuntura para balancear a energia dos meridianos.

Zen Shiatsu e Watsu utilizaram muitos termos e conceitos alheios à Medicina Ocidental. Também a filosofia Oriental adotou a relação de integração corpo-mente, que não era utilizada no conceito tradicional de reabilitação aquática.

Watsu for criado como uma forma de massagem na água e era utilizada para qualquer pessoa. Entretanto, os terapeutas que realizam reabilitação aquática, têm usado estas técnicas para pacientes com doenças neuromusculares e músculo-esqueléticas, sem muito sucesso.

No “Watsu” o paciente permanece flutuando e a partir desta postura são realizados alongamentos e rotações do tronco, que auxiliam para o relaxamento profundo, vindo através do suporte da água e dos movimentos rítmicos dos batimentos cardíacos.

De acordo com Morris, Watsu pode ser descrita como uma reeducação muscular dirigida que utiliza basicamente alongamentos.

  Resumindo ela pode promover muitos benefícios, como por exemplo alívio de tensões musculares, relaxamento profundo de corpo e mente, alongamento,  movimentos de rotação de tronco, quadril, cervical, mobilizações articulares liberando pontos de tensões, promovendo alivio de stress, insônia , diminuição de freqüência cardíaca e respiratória, diminuição de espasmo muscular, entre muitos outros benefícios.

Watsu – Tratamento Fisioterapia

 

Contra indicação do Watsu

O fisioterapeuta deve determinar a intensidade dos movimentos de acordo com a necessidade do paciente, evitar movimentos que ele sinta dor, se apresenta instabilidade articular, osteoporose severa (tomar cuidado com movimentos mais intensos, realizar manobras suaves), labirintite, incisões cirúrgicas recentes, alterações cutâneas da pele.

 Vantagens do Watsu

A técnica pode variar de acordo com o paciente, ele pode flutuar na superfície da água independente de peso, estatura ou idade, trabalhando liberações de pontos gatilhos, o fisioterapeuta consegue realizar manobras como alongamento e massagens pontuais que o paciente recebe confortavelmente.

 

Watsu

Tratamento Fisioterapia - Watsu
Entre em contato com o SPA Sorocaba e desfrute dos melhores procedimentos, estamos esperando seu contato! Conheça também nossos outros tratamentos.