Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

Exercício na Qualidade do Sono e Vida

Educação Física
Exercício na Qualidade do Sono e Vida

Exercício na Qualidade do Sono e Vida

Exercício na Qualidade do Sono e Vida

 

O bem-estar, quanto às definições mais utilizadas atualmente pode ser dividido em duas formas: uma que aborda o estado subjetivo de felicidade conhecida como bem-estar subjetivo, enquanto que a outra, trata-se do bem-estar psicológico. Alguns autores consideram o bem-estar subjetivo como uma avaliação da qualidade de vida.

A qualidade de vida reflete a subjetividade do resultado de um processo de construção no ambiente onde o indivíduo está inserido, tanto no contexto cultural como no social e não abrange somente fatores relacionados à saúde, inclui os pontos tanto positivos como negativos, deixando implícita a ideia do conceito multidimensional.

O sono é considerado um processo biológico complexo mediado por modulações neural e hormonal, no qual alterna períodos de vigília atuando como restaurador das funções orgânicas, levando a uma condição essencial para o crescimento (infância e adolescência), e a aprendizagem / memória e funcionamento do organismo.

Exercício na Qualidade do Sono e Vida

 

O sono relaciona-se diretamente com o estado de saúde e consequentemente com a qualidade de vida. A percepção de qualidade de sono é descrita como dificuldade de dormir e de manter o sono; acordar muito cedo pela manhã; quanto renovada a pessoa se sente depois do sono; e a própria percepção do indivíduo sobre sua qualidade de sono.

Alterações psicológicas, sociais, ambientais e fatores tais como: o uso de medicamentos; hábito de fumar; ingerir bebidas alcoólicas; e bebidas contendo cafeína com frequência, podem diminuir a qualidade de sono.

Dentre os principais distúrbios do sono encontram-se a insônia (dificuldade de iniciar e/ou manter o sono e o sono não reparador, comprometendo as atividades diárias).

Quando síndrome a insônia é considerada uma desordem primária que requer tratamento direto, como sintoma é secundária às condições médicas, psiquiátricas ou ambientais.

O segundo distúrbio mais frequentemente encontrado é a síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS), uma síndrome caracterizada por paradas respiratórias totais (apneias) ou parciais (hipopneias) recorrentes de obstruções das vias aéreas superiores durante o sono, ronco excessivo, e despertares que fragmentam o sono favorecendo a ocorrência da hipersonolência diurna, cefaléia matinal, alterações neurocognitivas e piora na qualidade de vida.

A apneia obstrutiva do sono está associada a diversas comorbidades como doenças cardiovasculares, diabetes, síndrome metabólica e apresenta fatores predisponentes comuns como a obesidade.

O exercício físico pode influenciar positivamente na qualidade do sono e vida tanto em indivíduos com alguma patologia, quanto em populações saudáveis. A prática da atividade física pode influenciar o sono, repercutindo em aumento das ondas lentas e redução do sono REM. Além disso, a prática regular de exercícios físicos é uma intervenção não farmacológica recomendada para promover um sono adequado.

WhatsApp chat